Criança

9 formas de manter a autoridade sem gritar

Não perca mais a calma com os pequenos

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Grito

(Foto: Istock)

Quem nunca perdeu a voz de tanto gritar? Pode ser vergonhoso, mas alguns pais precisam aumentar a voz para manter a autoridade diante dos filhos. Se você não quer seguir esse caminho, veja algumas lições sobre esses ataques de raiva. As informações são do PopSugar.

Gritar é o novo “bater” 

Atualmente, as famosas “palmadas” estão, por uma boa razão, fora de moda. Tendo isso em mente, alguns pais têm usado uma voz assustadora com alternativa para disciplinar. O problema é que essa prática demonstra mais falta de controle do que maturidade. Além disso, com o tempo, ela se torna tão corriqueira que deixa de botar medo na garotada.  

Anúncio

FECHAR

Não treine as crianças para que apenas escutem quando gritamos 

Sabemos que, muitas vezes, gritar é a única maneira de conseguir a atenção do seu amigo de quatro anos. O problema é que a longo prazo ele começará a ignorar essas manifestações. Ou pior, pode começar a se comunicar por gritos também. 

Quanto mais gritamos, menos poder temos  

É como a lenda do índio e o lobo. Se o nosso filho gritar por ajuda toda vez que não consegue encontrar seu brinquedo favorito, vamos parar de correr em pânico, mesmo que eles estejam realmente precisando.  

Da mesma forma, quando gritamos sem necessidade, eles podem parar de se importar quando realmente precisa, como quando vai atravessar a rua ou se cortar com uma tesoura. Se o seu garoto não tem medo quando você se irrita e grita, é um sinal de que ele não se importa mais e você perdeu esse poder.

Como gritar menos 

Listamos algumas dicas para ter autoridade sem recorrer aos gritos. Preparada para se tornar uma pessoa mais calma? 

1- Apenas pare 

Sentiu que está prestes a explodir? Então apenas pare. Não fale nem tome decisões precipitadas. Se você já está gritando, basta parar na metade da frase. Se afaste, respire fundo e só faça algo quando estiver mais tranquilo. 

2- Abaixe sua voz 

Você se lembra da Miranda Priestly, de O Diabo Veste Prada? Sempre que ela fava baixo, todos se esforçavam para ouvir. Tente repetir essa técnica em casa. As crianças terão que se esforçar para ouvir o que você tem a dizer.  

3- Que tal um “cronograma visual”? 

Para estabelecer uma rotina, você pode desenhar as tarefas e deixar em um lugar visível para que os baixinhos saibam o que devem fazer desde a hora em que acordam até a hora de ir para a cama. Imagine que legal não precisar lembrar diariamente que eles precisam escovar os dentes ou tomar banho? 

4- Use as consequências 

Se para os menores a distração funciona para evitar maus comportamentos, para os filhos mais velhos a responsabilidade pode ser mais eficaz. Quando você faz com que eles lidem com as consequências de seus atos, como perder a sobremesa ou deixar de ir ao parquinho, começam a pensar mais nas suas atitudes.  

5- O truque do temporizador 

Se você tem o hábito de aumentar a voz para fazer os seus filhos se vestirem ou arrumarem o próprio quarto, experimente o truque do temporizador. Coloque um cronômetro e desafie a garotada a fazer suas tarefas no menor tempo possível. O que era obrigação pode se tornar uma grande brincadeira!

6- Veja por um outro ponto de vista 

Isso é difícil, mas olhar as coisas pela perspectiva do pequeno pode te ajudar a ter mais empatia. Quando ele se sente compreendido, se torna mais aberto para te ouvir.  

8- Respire fundo 

Às vezes a melhor coisa a se fazer é dar um tempo antes de conversar. Claro, não é fácil fazer isso com os menores, mas essa tática ajuda a não responder de forma irracional a uma atitude. 

9- Reduza os gatilhos 

Tome medidas para evitar situações que podem te estressar. Tire do alcance das crianças objetos frágeis, guarde as chaves em lugares seguros e respeite o sono dos pequenos. Grande parte do estresse pode ser reduzida se eles não estão acordados ou com sono. 

Leia também:

Gritar com crianças é tão ruim quanto bater nelas

Socorro, meu filho grita demais!

Como acabar com a birra em 4 passos

Pais&Filhos TV