Criança

Brasil é o 4° país com maior índice de casamento infantil no mundo

Em alguns lugares dos Estados Unidos não existe idade mínima para se casar

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

white-ivory-and-dusty-pink-bridal-bouquet-picture-id612619318

(Foto: iStock)

Um estudo do Banco Mundial apontou que o Brasil é o 4° país no mundo com maior índice de casamentos de crianças e adolescentes meninas. São mais de 554 mil meninas casadas entre 10 a 17 anos que estão entre o levantamento.

Em 2015, a Plan International Brasil e Promundo analisaram o contexto do casamento infantil em nosso país. De acordo com os dados encontrados, Pará e Maranhão estão no topo da lista com o maior índice. O número de meninas casadas é muito superior ao de meninos. Segundo um censo feito em 2010 foram 22.849 meninos de 10 a 14 anos casados, enquanto 65.709 meninas casaram no mesmo período.

Para as garotas, se casar antes dos 18 anos aumenta as chances de gravidez, o que potencializa o risco de mortalidade materna e infantil. Especialistas também apontam que as crianças podem se tornar vítimas de violência doméstica conjugal e até sofrerem estupro.

Anúncio

FECHAR

Por incrível que pareça, este não é um problema exclusivamente brasileiro, muito menos dos países em desenvolvimento. Recentemente a BBC Brasil  compartilhou o depoimento de Angel McGehee, uma americana que foi forçada pela mãe a se casar aos 13 anos de idade. “Me sentia uma escrava”, a jovem declarou em entrevista ao canal BBC.

Nos Estados Unidos não há uma idade mínima para casamento, alguns estados estabelecem 14 anos para meninos e 13 para meninas, como New Hampshire, no nordeste do país. Após o casamento, ainda por pressão da mãe, Angel teve o primeiro bebê aos 15 anos. Hoje, com 26 anos, ela tem cinco filhos. “Penso o tempo todo sobre o que eu poderia ter feito e o que eu poderia ter sido”, disse na entrevista. Entre os anos 2000 e 2015, mais de 200 mil menores se casaram nos EUA.

No Brasil há um Projeto de Lei 7119-2017 que visa proibir totalmente o casamento de crianças e adolescentes antes dos 18 anos, acabando com as brechas existentes na lei atual. Uma campanha digital chamada “Casamento Infantil Não” com o objetivo de colocar o tema em evidência para que seja conhecido e discutido.

Pais&Filhos acredita que isso é um absurdo e está nas nossas mãos, como cidadãos, modificar esta situação.

Leia também:

Pai filma a transformação de seus filhos desde o dia do nascimento até hoje

16 segredos da Disney que vão te surpreender 

Como minimizar a volta ao trabalho depois da licença maternidade

Pais&Filhos TV