Criança

Saiba como proteger seu filho da exposição solar

E a segurança não é só no verão, todas as estações apresentam riscos!

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: istock)

(Foto: istock)

A SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) com o apoio da Johnson & Johnson lançaram no dia 13 de outubro um guia desenvolvido por profissionais de várias especialidades, de médicos a meteorologistas e químicos, com as medidas adequadas de fotoproteção na infância e na adolescência.

Você também pode encontrar  no guia completo outras informações como os principais riscos associados à exposição solar excessiva e os prós e contras como tratamento para algumas condições ou patologias aqui.

Alguns dos destaques foram:

Anúncio

FECHAR

Roupas são aliadas da proteção solar

Além do protetor solar, a proteção oferecida pelas roupas, bonés e óculos que têm proteção UV também é bem-vinda. O náilon, a seda e o poliéster têm maior fator de proteção do que o algodão, a viscose, o rayon e o linho. Quanto menor os espaços entre os fios do tecido e maior o peso e a espessura do tecido, maior a proteção. Além disso, as colorações escuras aumentam a proteção 3 a 5 vezes, mas cuidado com o mar e a piscina, roupas molhadas perdem metade do FPS.

As medidas mais adequadas de proteção solar para todas as idades

• Abaixo dos 6 meses de idade: é importante evitar a exposição direta ao sol.Alguns dos acessórios que você pode usar são os protetores mecânicos como sombrinhas, guarda-sóis, bonés e roupas.
• Entre 6 meses e 2 anos de idade: estão indicados os filtros inorgânicos (físicos) pela menor capacidade de provocar alergias, alta resistência à água e proteção imediata.
• A partir dos 2 anos: podem ser utilizados os filtros químicos infantis (protetor-solar).

Relação custo X benefício da exposição solar

O Guia mostra que os riscos da exposição sem proteção superam os benefícios, mesmo nos casos de icterícia neonatal e déficit de Vitamina D. As atividades recreativas e esportivas ao ar livre fazem parte da infância e adolescência, por isso, não precisam e nem devem ser desestimuladas. Então o melhor é que todas as medidas de proteção solar sejam adotadas por todas as pessoas durante o ano todo, mesmo nos dias mais nublados e frios.

Você sabia?

O Brasil é um dos países com maior incidência de raios UVA/UVB e, mesmo durante o inverno, os níveis continuam alto. Com o sol presente no dia a dia, é preciso fazer dos cuidados um hábito, só assim estaremos todos seguros.

 

Leia também:

Óculos de sol só é recomendado a partir dos 10 anos

Cuidado com o sol na gestação

Como lidar com as queimaduras do sol? Nosso pediatra tira as suas dúvidas 

Pais&Filhos TV