Família

Surdo desde os dois anos, pai se emociona ao ouvir a voz da família pela primeira vez

Ele disse que conseguiu até ouvir o coração. Veja o vídeo

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: reprodução facebook/Eduardo Favaro)

(Foto: reprodução facebook/Eduardo Favaro)

A gente não lembra, mas ouvir os primeiros barulhos deve ser assustador, mágico e emocionante ao mesmo tempo. Agora, imagina só ouvir os barulhos depois de 33 anos sem escutar nada? Mais, a voz da sua filha! A gente se emociona só de pensar.

Esta é a história do professor Eduardo Favaro que era surdo desde quando tinha 1 ano e 8 meses. Ele teve meningite e acabou ficando com surdez profunda bilateral. Desde então, Eduardo vem sentindo cada vez mais vontade de ouvir. A família foi crescendo e ele finalmente achou uma solução: um procedimento cirúrgico de implante coclear. São pequenos dispositivos eletrônicos implantados cirurgicamente, eles pegam e processam os sons e levam até o cérebro.

E no dia 17 de novembro aconteceu a magia: ele fez a ativação e conseguiu ouvir os barulhos logo nesse primeiro dia. Quando ouviu a voz da filha Maria Eduarda, não deu outra, a emoção tomou conta de todo mundo que estava presente: sua mulher, as filhas, o pai, a mãe e a esposa!

Anúncio

FECHAR

“Gostaria de expressar o momento marcante da minha vida! Eu tive meningite quando tinha 1 ano e 8 meses de idade, ficando com surdez profunda bilateral. Quando fui crescendo foi surgindo a vontade de ouvir, como na minha família não havia nenhum surdo, eu queria ouvir como eles.
Mesmo depois de várias tentativas em alguns centros especializados em audição e tendo resposta de que não teria possibilidade no meu caso, eu não perdi a esperança.
Quando temos um grande sonho Deus coloca as pessoas certas na nossa Vida. Através de um grande amigo, o Serginho, eu conheci o Dr Fayez e ele foi o único médico que me deu esperança e confiança em realizar o procedimento cirúrgico de Implante Coclear. Fiz a cirurgia no dia 19 de outubro e foi bem sucedida, tendo resposta de todos os 22 eletrodos, que são colocados dentro da coclea. Fiz somente de um lado, o direito. Aguardei ansioso o período de cicatrização e no dia 17 de novembro fiz a ativação! Eu nem acreditei que eu poderia captar sons no primeiro dia e de fato acorreu! Eu sempre acreditei ser possível, por mais que alguns achavam que seria impossível, só não sabia como tudo isso aconteceria.
Então, quero expressar todo meu sentimento de gratidão a Deus, ao meu pai Ângelo Favaro, à minha mãe Aleny Lopes Favaro, ao Dr Fayez BJuniore toda a equipe do Instituto Brasilense de Otorrinolaringologia, ao amigo Sérgio Rodrigues Moreira, à minha esposa Fabrícia Chaves Favaro e minhas filhas, aos meus irmãos e a toda nossa família, aos meus alunos e amigos torceram e fizeram orações por mim🙏🙏”

Leia também:

Mãe segura filho prematuro no colo pela primeira vez e emociona todo mundo 

O afeto faz toda a diferença na recuperação do bebê prematuro

Disney e Pixar lançam o primeiro teaser de “Os Incríveis 2” 

Pais&Filhos TV